Lição nº1 “e um pouco de jazz”

O primeiro palco deste fim-de-semana é Coimbra. A cidade dos estudantes recebeu ontem, no primeiro dia de dezembro, o primeiro evento da Hip Hop Lessons. E se com a Velha Capital – emblemático coletivo conimbricense – ao volante da noite não são precisos professores, pode-se dizer que a primeira lição deu uma nova lufada de hip-hop à cidade com os Alcool Club em destaque no Avenue. Por Bruno Fidalgo de Sousa.

O registo do espaço à 1h da manhã não fazia sentido para a noite que se aproximava. A equipa da Hip Hop Rádio destacada no local chegou, curiosamente, à mesma hora que o coletivo de Sines, que ficaram “encostados ao balcão” a assistir às duas primeiras atuações. Curioso também foi que a pouca adesão que se viu na atuação de Juka se foi dissipando com a entrada de MC Ruze, do movimento 239 (movimento impulsionador do hip-hop em Coimbra), e o host desta lição.

Se o rapper de Coimbra viu o público chegar-se à frente para afirmar com ele que “na hora da verdade o rap pagou-me contas”, o coletivo de Sines, à hora marcada (3h15) lançou-se com “Honesto”. Acompanhados por um público participativo e boa-disposição em palco, deram seguimento ao entusiasmo da plateia e seguiram-se temas como “Conversas de Balcão”, “Atlantis” e “Equilíbrio.

Os acapella entre músicas adivinhavam o final e o beatbox e improviso de Sangue Bom foram visivelmente inesperados. Entusiasmados pelo ambiente geral da sala – que tão bem recebeu “Juicy” e “Qualquer coisa e um pouco de jazz” – Montana, Praso, Sangue Bom e Mass (Orteum)  foram os professores nesta lição de hip-hop. O sumário foi Club 120º, Rap Proibido e um toque de Artesanacto Vol. 2 e Alma & Perfil.

Enquanto há quem quer comprar, há quem quer vender” – repetiram vezes sem conta. Assistimos ontem, em Coimbra, a mais uma noite de hip-hop com respeito. Ruze e Juka (velha e nova escola) abriram uma cerimónia em que os Alcool Club prontamente se chegaram à frente sem apontamentos.

“Fora de Questão” encerrou a atuação – o grupo saiu sem encore e com o público a pedir mais. Enfim, “Alcool Club estraga festas”.

Fotografias por: Diana Reis