Hip Hop Rádio

Regresso às aulas e o hip-hop não é baldas – 2°dia de RAC

Voltámos ao Passeio Marítimo de Algés nesta 2ªnoite de RAC e já sabíamos o que nos esperava, concertos repletos de hip-hop.

Tudo muito parecido à primeira noite portanto, a única diferença era o número de público presente. Parece que a “caloirada” deu ouvidos à Hip Hop Rádio e resolveu mesmo aparecer, desta vez para ver Grognation, Valas e Karetus.

Apesar de um maior número de pessoas não podemos falar de casa cheia. Os Grognation atrasaram o seu concerto em cerca de 40 min. para além da hora marcada pois estavam a espera que mais pessoal entrasse. E assim foi, com um recinto mais composto o DJ X-Acto entra em palco e dá o mote.

Lançados os primeiros beats e com um público a corresponder bastante, chega o momento que todos esperavam, o grupo composto por Nasty Factor, Harold, Papillon, Prizko e Neck dá entrada em palco.

“Vou Na Mema” é o tema de abertura como já vai sendo habitual (desde o lançamento do álbum “Nada É Por Acaso” que este tem substituído “Na Via” neste papel). O público já estava em sintonia com o grupo de Mem Martins e continuou assim no tema que se seguiu, “Casa Dos Vinte”, um dos primeiros hits do grupo. Estávamos a caminho do terceiro tema do concerto quando Papillon diz para o público: “Bem pessoal agora vamos tocar um som que o pessoal pede bué e nunca tocámos ao vivo”. Papi estava a falar de “Ferro” e o público adorou a surpresa.

Apartir daqui ouviram-se temas como “Na Via”, “Chama-me Nomes” (esta muito celebrada pelo público), “Amar Para Esquecer”, “Distante”, “Molio” e “Voodoo”. Esta última correspondeu ao segundo momento especial do concerto pois contou com a chamada a palco de Filipe Gonçalves que levou consigo a sua guitarra.

Os Grognation acabaram o seu concerto e rebentaram com o público em “Barman” (Neck e Nasty Factor subiram até às grades na frontline) e saíram de palco ao som de Kendrick Lamar  num autêntico ambiente de festa.

Momento agora para o concerto de Valas.

O MC natural de Évora começou morno com o seu tema “Acordar Assim”. O concerto prosseguiu com “Raíz”,”Hoje À Noite”, “Die Like A Rockstar” e “Cruela”.

“Alma velha” (infelizmente sem Slow J em palco) foi o primeiro grande momento do concerto e “Bitches and Dogs” também foi bastante celebrado com o público a cantar o tema em uníssono.

Valas prosseguiu com “Nasty” e apartir daqui foi sempre a subir. “Imagina”, a mais recente faixa do MC alentejano contou com a chamada a palco de Profjam para delírio do público. Prof mandou as suas barras pertencentes ao som e infelizmente não cantou nenhum dos seus temas em nome próprio.

Estávamos a caminho da fase final do concerto e claro está, a faixa “As Coisas” não podia faltar, muito provavelmente o tema mais bem ecoado pelo público ao longo dos dois dias da RAC. Valas despediu-se do seu público ao som de “Dragões e Demónios”.

Os senhores que tinham como função terminar a noite eram os Karetus e assim foi, vieram com todo o power que lhes é habitual e fizeram o seu espetáculo, no entanto, tinham algumas surpresas preparadas para o público de hip-hop.

Cruzámo-nos com os Wet Bed Gang no backstage e perguntámos a Gson se ele e o grupo iam “fazer uma perninha” com os Karetus… “Não não, viemos só para estar por aqui, para curtir” – disse-nos ele. Facto é que de repente os Wet Bed Gang entraram em palco para tocar “Aleluia” e o novo tema em parceria com os Karetus que está para sair. Era um autêntico “riot” no palco e até Deejay Telio, que também andava por lá, se juntou à festa e tocou alguns dos seus temas. Sim, Gson fez questão de nos fazer a surpresa também, e ainda bem.

Terminou assim a presença do hip-hop na RAC mas podemos dizer que saímos satisfeitos e de “barriga cheia”. A HHR deseja um excelente ano letivo cheio hip-hop (calma, há tempo para tudo, consumam nas horas vagas) a todos os alunos!

Reportagem por: Daniel Pereira

Leave a Comment