Hip Hop Rádio

NOS Primavera Sound abre as portas do recinto com hip-hop

Primeiro dia do NOS Primavera Sound e, este ano, o concerto que abriu o festival foi português. O rapper Dino D’Santiago subiu ao placo do Parque da Cidade para descer dele e juntar-se aos primeiros participantes do festival, um concerto íntimo e glorioso que chamou o sol num dia prometido de tempestade. Parece que o artista deu muito mais dele e que palcos grandes só mesmo entre quem o abraça para o ouvir.

Do mesmo modo, entre dois palcos, duas entidades distintas atuaram: Allen Halloween no Palco da Pull&Bear e Danny Brown no palco principal. O rapper luso-guineense foi a bonança depois da tempestade, o criador da Youth Kriminals traz ao fim da primavera letras intensas dançadas em flows lentos. Apesar das ameaças de depressão temporal o público juntou-se, porque afinal se alguém ficar doente já se sabe que o doutor dá drunfos.

No Palco Nos, Danny Brown transmitia uma energia frenética, uma mistura de hip hop e música electrónica. O rapper fez questão de transmitir ao público a sua energia, ninguém conseguia estar parado nem só que fosse para bater o pezinho pelos beats insanos e interferências sonoras, a marca do artista.

Neste primeiro dia, destaque também para a ação de consciência para com a pegada ecológica é notória. À entrada do recinto encontra-se uma estrutura de gradeamento com vários computadores antigos e um ecrã a passar informação sobre resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos.

O NOS Primavera continua hoje, com Profjam, J Balvin, JPEGMAFIA e Mura Masa na programação.

Leave a Comment