Hip Hop Rádio

Editorial | Dois anos de dedicação

28 de fevereiro de 2017. Nascia, oficialmente, a primeira rádio nacional, a transmitir online e exclusivamente dedicada ao Hip-Hop, com maiúscula. Celebramos hoje dois anos desde que a ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social – nos deixou sonhar e acreditar que este projeto marcaria, a certo ponto, a diferença. A afirmação de uma cultura que, ainda que cedida a todos, é ainda um movimento social e uma forma de expressão única em todas as suas vertentes. Nasceu, nesse dia, a única rádio licenciada que, sem exceções, se dedica inteiramente ao rap, ao dj’ing, ao breakdance e ao graffiti.

Os nossos números são fáceis: dois anos, 25 colaboradores e um acumulado de quase 50 mil ouvintes e leitores. Nem sempre é fácil. Todos os dias há obstáculos, imprevistos, notícias de última hora. Não há assalariados e, infelizmente, não há antena e condições de correr em FM. Os nossos três estúdios emprestados funcionam no Algarve, em Lisboa e no Porto, mas a nossa redação é exclusivamente online. Na nossa curta história, passámos bons momentos. Muito bons momentos. Estivemos em centenas de festas e divulgamos inúmeros temas e álbunsTrocámos palavras com a nata do hip-hop nacionalfomos ao cinema, ao primeiro festival exclusivo ao hip-hop nacional, a viagem de finalistas, a sessões de debate. Festejámos o primeiro aniversário em grande. Percorremos os maiores festivais do país – uma proeza, acreditem, quando o projeto onde se inserem é ainda de reduzida dimensão para assessorias de imprensa desatualizadas. No fundo, acreditamos. E sabemos que não é em vão.

O que aqui fazemos, todos os dias, de forma voluntária, transcende o vulgo trabalho jornalístico e radiofónico, que tentamos cumprir com rigor e profissionalismo. “O meio é a mensagem”, ensina-nos a teoria. Samuel Mira recordou-nos, recentemente, da prática:

“O que é difícil neste ofício é fazer silêncio”

Em momentos de desmotivação, abro a aplicação da Hip-Hop Rádio e, porventura, ouço, se tiver sorte, a “Sendo Assim”. Gosto de me lembrar que a cultura é maior que as suas entidades. Que os MC’s, os produtores, os beatmakers, os b-boys e b-girls, os writers, os promotores, os fotógrafos, os videomakers, todos eles são parte maior de um movimento. O Hip-Hop, que todos os dias tentamos partilhar com quem nos ouve e lê. É por isso que também nós, Hip-Hop Rádio, não tencionamos parar. “O que é difícil neste ofício é fazer silêncio”. Nós não conseguimos. Somos parte maior de uma cultura – como todos os que, desse lado, estão a ler este editorial e nos acompanham diariamente. E queremos continuar a falar com vocês, a atualizar-vos. A obrigar à reflexão e ao debate crítico. A ouvir para pensar – ou a ouvir para dançar.

Dois anos de Hip-Hop Rádio. Dois anos de dedicação. E a trabalhar constantemente para chegar a todo o lado. Para que a cultura se faça ouvir.  

 

 

Bruno Fidalgo de Sousa
Editor            

Leave a Comment