Hip Hop Rádio

A$AP ROCKY no NOS PRIMAVERA SOUND – LIVE, LOVE, A$AP e um bom caos organizado

Pela primeira vez em território português, o nome A$AP Rocky foi um dos que mais puxou a multidão à beira da loucura, inclusivé os fãs mais devotos que se mantiveram agarrados às grades desde a primeira nota de som esbarrada pelo vento apenas para ver o rapper e produtor num campo de visão mais aproximado da possibilidade de lhe tocar. O artista deu ontem, há meia noite e quarenta e cinco minutos, um novo significado ao que julgamos ser um caos organizado, sentiu-se paz e destruição simultaneamente, puro entretenimento, por outras palavras, “I’m ridin’ ‘round with my system pumpin’ LSD”, é uma definição perfeita do sentimento que se sente quando se ouve um concerto assim.

O concerto começou com três músicas, as três que se esperavam, previsível porém incrível – “Distorced Records”, “A$AP Forever” e “Kids Turned Out Fine”. Contudo, teremos todos que admitir que a música que deixou o público num estado trance foi L$D, tornando-se assim o clímax de um concerto onde o artista deu tudo e mesmo assim soube a pouco. Porém, acaba por haver um empate e talvez tenha havido mais que um orgasmo perante a playlist, pois “Fuckin’ Problems” trouxe memórias a várias gerações num único espaço, sendo um dos maiores hits da carreira de A$AP. O público português tem a fama de ser exigente, caloroso e, sendo o artista o quebra-corações do mundo do hip hop, não foi ao acaso que se atirou roupa interior para o palco e há quem vá ter pena de lavar as mãos depois do rapper se ter atirado para a multidão, pois tocar-lhe acaba por ser um luxo assim como tudo em torno dele.

Um concerto memorável que deixa uma breve nota: o hip hop tem todo e mais algum impacto, seja num cartaz de luxo, num palco secundário ou mesmo nas vozes frenéticas das pessoas que anseiam a sua chegada e, esperamos nós, mais para o ano.

Escrito por Diana Reis

Leave a Comment